Folhas

19:26


O tempo passou e as árvores que antes tinham folhas verdes – verdes como se estivessem vivas – agora estavam nuas, Só os ramos compridos sobraram ao frio gelado desse inverno. A paz dominou o mundo e as guerras acabaram. Mas a minha guerra continuou e foi a única guerra de pé. Fiquei de coração partido quando te foste embora. E nenhuma cola nem uma agulha com uma linha o pode unir outra vez agora. Só o tempo pode. E muito tempo vai ser preciso. Já sei que tenho de acabar com a minha guerra, Mas é tão difícil. Quem me dera que o tempo das folhas verdes vivas nas árvores voltasse outra vez. Só mais uma vez, por favor. E esta sou eu, apesar de não o mostrar por fora, cheia de pedaços do meu coração agora partido pelo meu peito, a espetarem-me como se fossem agulhas afiadas. E quem me pode tirar estas dores? Quem, pergunto eu. Tu, meu amor, tu. Quando voltares, espero.

You Might Also Like

20 comments

Popular Posts

About Me

Like us on Facebook

Flickr Images

Instagram